pilates

O que é pilates e quando é indicado

O pilates é um tipo de atividade física que ficou bastante conhecido nos últimos anos — não por acaso! Essa prática incrível é capaz de auxiliar na flexibilidade, de turbinar a força muscular e de promover uma série de melhorias no corpo.

Se você chegou aqui, é por que tem interesse em saber como funciona esse exercício e quais são as suas recomendações. Então continue a leitura!

Como surgiu essa atividade física?

O conjunto de exercícios que veio a se tornar a técnica foi criado por um alemão, cujo nome, inclusive, batizou toda a prática.

Por volta dos anos 1920, Joseph Pilates pesquisou maneiras de criar exercícios que pudessem auxiliar pessoas em diversas condições físicas, mesmo aquelas que estavam acamadas ou possuíam limitações de espaço e movimentação.

O resultado disso foi a elaboração de posições que podem ser feitas com equipamentos próprios e também com o auxílio do peso corporal do participante, que também conta com a possibilidade de utilizar pesos, bolas e outros itens para cuidar de sua saúde.

Principais indicações do pilates

Por fortalecer o corpo como um todo, colaborar para a cura de lesões, auxiliar o sistema imunológico e promover bem-estar, flexibilidade e diminuição do estresse, o pilates é indicado para diversos quadros clínicos.

Dentre as pessoas que podem ser beneficiadas por ele, estão:

  • indivíduos com problemas posturais de curta ou longa data, que possuem dificuldades para corrigir a postura e sentem dores por conta de posições incorretas;
  • atletas que se machucaram durante a prática esportiva e desejam voltar à ativa, mas precisam fortalecer os músculos e recuperar a capacidade do corpo;
  • mulheres grávidas que gostariam de fortalecer as pernas, diminuir o cansaço e facilitar o processo do parto;
  • mulheres que querem fortalecer o assoalho pélvico, o que pode auxiliar na manutenção da vida sexual, na prevenção de problemas de saúde e também em uma futura gravidez;
  • idosos que desejam recuperar a energia e a vitalidade, dando movimento a articulações que estão paradas. O mesmo vale para sedentários de todas as idades;
  • pessoas nervosas e atarefadas, que possuem uma rotina de trabalho intensa ou estão submetidas a barulho, pressão e metas. Estudantes de faculdade, trabalhadores de escritório, publicitários e médicos, por exemplo, podem se beneficiar da prática, que elimina o estresse e ajuda a domar a ansiedade;
  • indivíduos que desejam perder peso. Embora as aulas de pilates não queimem calorias o suficiente para auxiliar no emagrecimento, o cotidiano de exercícios permite que as pessoas se envolvam em outras atividades, desta vez aeróbicas, e consigam alcançar suas metas.

Todo mundo pode fazer?

Além de tudo, eis um exercício democrático! Ele não possui grandes contraindicações.

Se a pessoa passou recentemente por alguma cirurgia invasiva ou recebeu do médico ordens para não fazer esforço físico, deve evitar esta e outras técnicas até estar totalmente recuperada, é claro.

Fora isso, não há problemas. As posições podem ser feitas por crianças, mulheres, homens, idosos e até mesmo gestantes. Basta escolher um lugar idôneo e um bom instrutor.

A prática de atividade física é fundamental para a longevidade e para a saúde do corpo e da mente — por isso, não abra mão de movimentar-se!

 

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como ortopedista em Belo Horizonte!

Comentários
Núcleo de Saúde Integrativa

Posted by Núcleo de Saúde Integrativa